Pontos: 27,583
Nível Não atingiu um nível ainda!
Última atividade:
Selos e prêmios
Comentários: 37
Sobre mim
Recados e mensagens
Cid Vasconcelos
Déciocomentou em um link
Compartilhado
CidDécio compartilharam!
Mais uma personalidade de destaque, jogada na lama, tendo sua honra e dignidade reduzidas à pó. Não suportando a humilhação, buscou livrar-se da dor e sofrimento, somente pelo caminho errado da morte suicida. Não creio que realmente quisesse morrer. Deve ter sido movido pela imensa vontade de ter sua vida de volta, coisa que já não era mais possível, uma vez que haviam reduzido a cacos sua pessoa.
Preocupado em não descumprir a ordem judicial que o impedia de acessar documentos do caso em que foi envolvido e de voltar à Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) – à qual esteve ligado nos últimos 12 anos e desenvolveu uma “carreira meteórica” até ser eleito reitor – Luis Carlos Cancellier de Olivo, 59 anos, o Cau, isolou-se em casa, após deixar o presídio na tarde de sexta-feira, dia 15 de setembro. Temia, como admite seu irmão mais velho, Acioli, descumprir a ordem do juízo: “ele morava a cerca de 20 metros da universidade. Atravessava a rua e entrava na universidade. Ou seja, se atravessasse a rua descumpria a ordem e corria o risco de ser preso”, resume o primogênito da família, 67 anos, doutor em engenharia mecânica e aeronáutica pelo ITA que, mesmo aposentado, continua a residir em São José dos Campos (SP). Há uma semana, no domingo (08/10), durante a missa de sétimo dia em intenção do reitor, o padre William Barbosa Vianna se queixou de não ter tido acesso a Cau para lhe prestar assistência religiosa. Coordenador da Pastoral Universitária, ele é professor e chefe do Departamento de Ciências da Informação da UFSC.A revelação, feita na homilia do ato religiosos na capela ecumênica da UFSC, surpreendeu a muitos dos cerca de 200 presentes e foi interpretada por jornalistas como se a proibição tivesse partido da Polícia Federal.
Beth publicou na galeria
Compartilhado
DécioCidBeth compartilharam!
O QUE O POVO FAZ NAS RUAS PARA SOBREVIVER
Todos sonham com o emprego fixo

Mais atualizações

1 2 3 4 Próxima »
Aplicativos instalados