São Paulo
Pontos: 41,079
Nível Não atingiu um nível ainda!
Última atividade:
Comentários: 7
Sobre mim
Recados e mensagens
Dulce Migliori
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
publicidade
Fernando Atualizou o status
Compartilhado
DulceMarcusLaísViniciusLUPITA e mais 2 compartilharam!
TEMER SOFRE NOVA DERROTA NO CASO DA MINISTRA PORCINA (AQUELE QUE FOI SEM NUNCA TER SIDO).

A nomeação de Cristiane Brasil, filha de Roberto Jefferson, para o ministério do trabalho vem dando trabalho ao Planalto desde o começo do mês. Depois recorrer por duas vezes contra a suspensão da nomeação e da cerimônia de posse e perder em ambas, o governo finalmente conseguiu uma liminar no STJ. Assim, para alívio de Temer, de Cristiane e dos demais mercadores de votos dos quais o presidente passou a depender de maneira umbilical para se manter vivo nesse “presidencialismo de cooptação”, marcou a posse da moçoila para as 9 horas da manhã desta segunda-feira.

A euforia durou pouco: a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, decidiu suspender ― mais uma vez ― a posse da “ministra porcina” (aquele que foi sem nunca ter sido). A decisão foi feita no âmbito de um processo movido por advogados trabalhistas e respaldada pelo fato de o STF ainda não ter recebido a decisão liminar (provisória) do ministro Humberto Martins, vice-presidente do STJ, que no sábado, 20, cassou decisão da Justiça Federal de Niterói que impedia a posse.

Temer tentava impedir a todo custo que o processo chegasse às mãos de Cármen Lúcia para evitar novo atrito entre presidentes de Poderes, já que ela já havia barrado o indulto presidencial de dezembro, que ampliava os benefícios a presos condenados por crimes como corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O processo de Cristiane Brasil foi sorteado para o ministro Gilmar Mendes, mas, como o STF está em recesso, coube à presidente, que responde pelo plantão da Corte nesse período.
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
R.ViniciusLaísDENNISDulce e mais 2 compartilharam!
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandocomentou em um link
Compartilhado
Dulce compartilhou!
Sem querer polemizar, porque sei que não levaria a nada de produtivo, lembro ao amigo que "a respeitável" senadora Gleisi Hoffmann, que é presidente do PT, produziu, dias atrás, a seguinte pérola:

“Para prender o Lula, vai ter que prender muita gente, mas, mais que isso, vai ter que matar gente. Aí, vai ter que matar.”

É ou não uma ameaça terrorista, um desafio intolerável à Justiça? O que falta para essa senhora ser presa por incitação à violência?

E o que dizer das ameças contra os desembargadores do TRF-4, que levaram alguns deles a tirar suas famílias do estado? Dizem que elas foram feitas a mando do próprio Lula, conforme você poderá ler na minha postagem de amanhã). Mas desde logo fica a pergunta: Isso é defender o Estado Democrático de Direito ou é coisa de bandido, de terrorista, de criminoso da pior espécie?

A propósito: De acordo com Roberto Veloso, presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil, as intimidações já não são veladas, mas púbicas, aludindo a vídeos com ameaças de a militância partir para a depredação ― fala-se até em atear fogo no prédio do Tribunal.

E o amigo vem dizer que "até agora nenhuma voz de relevância se levantou em defesa de sentença de Moro"? Em que planeta, cara-pálida? Porque neste é que não é!

E, olha, essa história de atribuir todos os males do mundo à Rede Globo e seus colunistas é tão absurda quando acreditar que Lula erradicou a miséria no Brasil. Em 2016, ano em que a anta vermelha foi penabundada do cargo, havia 52 milhões de brasileiros vivendo abaixo da linha de pobreza. Se Lula e o PT acabaram com a miséria, de onde, então, saiu esse povo todo, que sobrevive, sabe lá Deus como, com míseros 18 reais e alguns centavos por dia?

Só falta dizer que foi a Globo que os criou...

Uma ótima tarde para você, meu caro, e até uma próxima oportunidade.
"O mundo jurídico nacional e internacional está de olho no julgamento do recurso de apelação do Presidente Lula pelo Tribunal Regional Federal da 4ª região, no dia 24 de janeiro deste mês", diz a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR); "Até agora, nenhuma voz jurídica de relevância levantou-se para defender a sentença do juiz Sérgio Moro.

Do lado de Lula, manifestaram-se os maiores juristas brasileiros que, em 122 artigos publicados no livro 'Comentários a uma sentença anunciada – O Processo Lula', desconstroem a sentença de Moro", afirma, lembrando ainda que "do lado de Moro, apenas colunistas de jornais, seus editoriais e a Rede Globo pedem insistentemente a condenação rápida e sumária do Presidente Lula"
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandocomentou em um link
Compartilhado
DulceMariaLaísFernando compartilharam!
Falta vergonha na cara a esses políticos de merda e a esse povo de merda que os elegeu. Tomara que o fantasma da consciência assombre essa corja de eleitores apedeutas em tempo hábil. ou seja, antes de a cagada ser consumada e os mesmos protagonistas voltarem ao palco por força do voto, o que não seria nenhuma surpresa, considerando o que dão conta as "pesquisas de opinião".

É preciso entender que o problema maior não é este ou aquele partido, são todos. Temos 35 partidos, mas nenhum deles presta para nada, a não ser para abrigar corruptos e se locupletar do fundo partidário. Não há idéias, convicções, filosofias nem nada parecido. Há gente desonesta, interesseira e manhosa querendo continuar mamando impunemente nas tetas do Erário. E só.

Pouco importa a sua, a minha ou a nossa preferência por este ou aquele partido (digo "a minha" apenas por força de expressão, já que sou apartidário), está provado e comprovado que nenhum deles se importa com o país, mas apenas com o que pode tirar deste pobre país.

Acorda, gente!
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernando Atualizou o status
Compartilhado
ViniciusDulceR.LaísFernando e mais 1 compartilhou!
No post do último dia 4, eu escrevi que a petralhada estava pressionando o desembargador Victor Laus para pedir vista do processo ou absolver Lula em troca de uma promoção a ministro do STJ ― uma derrota por 2 a 1 no TRF-4 “daria fôlego” ao ex-presidente, que “poderia apresentar mais de um recurso para protelar a condenação definitiva”.

Todavia, O Antagonista apurou que Laus não vai cair no “canto da sereia” ― ou da jararaca. Ex-promotor de Justiça e ex-procurador da República, o desembargador catarinense ― que chegou ao TRF-4 aos 38 anos, é considerado muito reservado e rigoroso ― já disputou vaga para a Corte, mas não teve voto nenhum, e sabe que é preciso um acordo tácito com seus colegas de tribunal para concorrer novamente.
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
publicidade
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado

Mais atualizações

1 2 3 4 Próxima »
Aplicativos instalados