São Paulo
Pontos: 226,232
Nível 37.3
Última atividade:
Selos e prêmios
Comentários: 5511
Reputação: 74,771
Insígnia atual conquistada

Imperador
Outras insígnias conquistadas
Especialista em navegação de Internet Mestre dos mares Águia 1 - Dominador do ar Mestre dos caminhos Falcão 1 - Mestre do fogo e do ar Mago - Senhor dos elementos General Príncipe monarca Rei
Sobre mim
Entusiasta da informática, articulista de TI e autor de diversos livros e matérias publicadas em revistas de várias editoras (Escala, Magister, Nomade, Online, Reader's Digest, Saber, etc.), das quais se destacam as Coleções Guia Fácil Informática, Primei
Recados e mensagens
Fernando Melis
publicidade
Fernandocomentou no post da comunidade
Pois é, eu me lembro disso, e me lembro também de Lula ter comemorado o epíteto. Obama deveria ter dito "o cara-de-pau", isso sim.
Enfim, o cara deixou o governo depois de oito anos de um governo medíocre, mas previsível e relativamente bem sucedido (tirando alguns aspectos que não me é possível explorar num simples comentário). Sei que o amigo simpatiza com Trump, mas vale lembrar que ele foi eleito pela minoria dos americanos, embora tenha obtido maioria entre os delegados e assim derrotado Hillary. Não que eu a admire, naturalmente. Na minha avaliação, essa eleição foi a mais suja, vil e tumultuada da história recente dos EUA. Já pipocam manifestações populares contra o novo presidente, com direito a atos de vandalismo de dar inveja aos black blocs tupiniquins.
Enfim, quem pariu Mateus que o embale. Já temos os nossos problemas, e ainda que a posse de Trump possa agravá-los, não há muito o que fazer aqui, abaixo da linha do equador, a não ser acompanhar e ver no que vai dar toda essa merdeira.
Trump fez um discurso de posse que durou 16 minutos e dedicou cada segundo a ratificar sua postura truculenta e a reafirmar suas propostas de campanha. Deixou claro o que pretende fazer, mas não disse como tenciona fazer. Populista, exortou o povo a apoiá-lo em sem governo, afirmando que o "poder" deixaria o âmbito de Washington e voltaria às mãos da população americana.
Tomara que seu latido seja pior do que sua mordida, ou a coisa vai feder.
Bom sábado e até mais, meu caro.
Fernandocomentou em um link
Eu sempre brinco dizendo que basta alguém cuspir no chão para as ruas de Sampa ficarem alagadas. É uma falta de absolutamente a mais não poder, Deus nos livre e guarde.
O mais interessante que na Itália, mesmo com terremotos, calor infernal, frio congelante, ventanias e temporais, não falta luz. Aqui em Porto Alegre, é só a meteorologia anunciar que no dia seguinte teremos ventania, já é o suficiente para faltar luz. Qualquer chuvinha já deixa a cidade de Porto Alegre alagada e sem luz. Coisa impressionante.
Fernandocomentou em um link
Pois é. E a militância asinina de sempre continua ladrando bobagens, comemorando a situação caótica em que o país continua (como se isso não tivesse origem nos governos anteriores) e alimentando o arrependimento de quem lutou pelo impeachment da anta vermelha.
Mas isso já não cola, nem mesmo entre a plebe ignara mais desinformada. Afinal, qualquer um que não seja um completo imbecil sabe quão difícil é para o governo atual (e seria para qualquer outro presidente que assumisse o posto) recuperar a economia e recolocar o país nos trilhos do crescimento, por conta da crise calamitosa gerada e parida por 13 anos e fumaça de desgoverno vermelho protagonizado por ladrões, corruptos e populistas mentirosos, que ascenderam ao poder mediante um vergonhoso estelionato eleitoral.
São lobotomizados. São pessoas completamente desconectadas da realidade.
Fernandocomentou em um link
Fernandocomentou em um link
A gente até perde o tesão de falar nesse assunto. Que situação!
É verdade.
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandocomentou em um link
O que faz a cachaça, né?
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
ViniciusMariaDENNISLucioMarcus e mais 2 compartilharam!
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
LaísViniciusDENNISLucioDulce e mais 2 compartilharam!
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandocomentou em um link
Pois é, eu ia dizer que não os conheço, mas você já deu a resposta.
O Guaraná Paulista era da mesma cervejaria que fazia a cerveja Niger, muito popular no interior de São Paulo, na região da alta mogiana, lá pelas bandas de Ribeirão Preto, S. Joaquim da Barra e vizinhança, onde, até meus 14 anos, eu passava minhas férias escolares.
Eu gostava do Guaraná da Brahma, o Polar e o Charrua. Esse Guaraná Paulista, eu não conheço. Acredito que o Polar e o Charrua só seja conhecido no sul do Brasil.
publicidade
Fernandocomentou em um link
Sei lá. Acho que essa gente tem merda em vez de massa encefálica. Se tomar um bom purgante, a caixa craniana fica vazia, e aí, talvez, permeável à realidade dos fatos. Mas parece que laxante é uma palavra que não existe no dicionário dessa cáfila de apedeutas ignorantes.
Essa gente sofre de microcefalia intelectual. Só pode ser isso.
Fernandocomentou em um link
A clássica inversão de valores que há tempos vem grassando neste país de ignorantes. Dá até desgosto dizer isso, mas é a mais pura realidade. E tem um povinho asqueroso que insiste em aplaudir a vil manada de políticos "de esquerda" e apoiar a corrupção institucionalizada pelo projeto de poder do petralha maior. Mas a hora dele vai chegar, e não há de demorar.
Já passou isso pela minha cabeça também. E tem mais: eles comem muito melhor do que a maioria dos brasileiros. Isso sem falar na assistência médica e odontológica.
Fernandocomentou em um link
O cara deve ter parte com o homem lá de baixo, mas a hora dele vai chegar, e o preço que ele irá pagar pelo apoio infernal será bem alto. Vade retro!
Com Lulladrão, ninguém pode, não.
Fernandocomentou em um link
Isso era antes da morte trágica de TZ. Agora, talvez demore um pouco mais.
Mas Zavascki não era a Lava-Jato, embora tivesse importância diferenciada no âmbito da Operação.
Vamos esperar a poeira baixar e ver o que a ministra Carmem Lucia vai decidir.
Independentemente de qualquer coisa, Temer deverá indicar alguém para a vaga, mas, convenhamos, quem assumir o posto não só terá sido indicado por um chefe de governo cujo nome aparece em diversas delações, mas também chancelado por senadores ainda mais enrolados com a Justiça.
Só mesmo o molusco abjeto, a corja asinina de apoiadores baba-ovo e os demais apontados na Delação do Fim do Mundo que comemoraram o trágico desaparecimento daquele que foi um dos mais sérios ministros do Supremo nas últimas décadas.
Volto a frisar que é imperativo apurar cuidadosamente os motivos que levaram à queda do avião. Teorias da conspiração à parte, o troço foi realmente muito estranho.
E o pior é que já está aparecendo os picaretas. Apareceu um pai de santo, dizendo que o molusco punguista de nove dedos deve ser preso, após o retorno do Moro de suas férias. Até eu sei disso. As evidências são muito grandes.
Fernandocomentou em um link
Sem dúvida. E quanto ao guaraná, quando eu fui ao Pará pela primeira vez, experimentei uma porção de marcas regionais (até porque a Amazônia é a terra do guaraná), mas não encontrei nada que se parecesse com aquele que eu tanto apreciava.
Durante algum tempo - e isso foi há muito tempo - a Skol lançou um guaraná que até lembrava o dito-cujo, embora contivesse menos açúcar (era mais azedinho). Mas também sumiu do mapa, e opções como Dolly, Taí e Kwat, nem pensar.
Nunca tinha ouvido falar nesta cerveja Niger. Alguns produtos são locais, diferente dos nacionais, onde todo mundo conhece.
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandocomentou em um link
Ainda não está confirmado que o cabeça de ovo será promovido a ministro do STF e, consequentemente, herdará a relatoria dos processos da Lava-Jato naquela Corte. Por enquanto, o que mais se vê são ilações sem fundamento fático, teorias da conspiração e a tradicional desinformação da militância esquerda asinina - simpatizante e conivente com a podridão que se instalou no Brasil nos últimos 13 anos e fumaça -, que comemora por antecipação (respaldada em manchetes midiáticas de alguns jornais, revistas e publicações on-line) o fim da Lava-Jato.

Zavascki não era a Lava-Jato (aliás, nem Sergio Moro tampouco, a despeito de o êxito da Operação dever-se em grande medida a esse magistrado ), embora fosse uma peça de importância vital nesse intrincado jogo.

Parece que, depois das cerimônias fúnebres, do sepultamento do ministro e dos 3 dias de luto oficial, Carmem Lucia deve definir como será a homologação da delação do fim do mundo (que deve seguir adiante o mais rápido possível, segundo ela, até como uma forma de homenagear a memória do colega que se foi).

A conferir.

Aqui o tempo continua medíocre. A chuva deu uma trégua, mas o céu continua carrancudo. O bom da história é que o abafamento se foi e a temperatura amena deixa as noites bem mais agradáveis e "dormíveis".

Um ótimo sábado, forte abraço e até mais ler.
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
ViniciusMariaDENNISLucioMarcus e mais 2 compartilharam!
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
MariaLaísViniciusDENNISLucio e mais 3 compartilharam!
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
MariaLaísViniciusDENNISLucio e mais 3 compartilharam!
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandocomentou em um link
Cambada de vagabundos imprestáveis. Eles e os trouxas que os defendem.
Olha, eu já estou defendendo o uso de uma Magnum 44 para esta cambada de vagabundos.

Mais atualizações

1 2 3 4 Próxima »
Aplicativos instalados