São Paulo
Moderador de elite
Pontos: 320,425
Nível 42.5
Última atividade:
Selos e prêmios
Comentários: 6272
Reputação: 85,164
Insígnia atual conquistada

Imperador
Outras insígnias conquistadas
Especialista em navegação de Internet Mestre dos mares Águia 1 - Dominador do ar Mestre dos caminhos Falcão 1 - Mestre do fogo e do ar Mago - Senhor dos elementos General Príncipe monarca Rei
Sobre mim
Jornalista, entusiasta da informática, articulista de TI e autor de diversos livros e matérias publicadas em revistas de várias editoras (Escala, Magister, Nomade, Online, Reader's Digest, Saber, etc.).
Recados e mensagens
Fernando Melis
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
publicidade
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernando Atualizou o status
Compartilhado
DulceMarcusLaísViniciusLUPITA e mais 2 compartilharam!
TEMER SOFRE NOVA DERROTA NO CASO DA MINISTRA PORCINA (AQUELE QUE FOI SEM NUNCA TER SIDO).

A nomeação de Cristiane Brasil, filha de Roberto Jefferson, para o ministério do trabalho vem dando trabalho ao Planalto desde o começo do mês. Depois recorrer por duas vezes contra a suspensão da nomeação e da cerimônia de posse e perder em ambas, o governo finalmente conseguiu uma liminar no STJ. Assim, para alívio de Temer, de Cristiane e dos demais mercadores de votos dos quais o presidente passou a depender de maneira umbilical para se manter vivo nesse “presidencialismo de cooptação”, marcou a posse da moçoila para as 9 horas da manhã desta segunda-feira.

A euforia durou pouco: a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, decidiu suspender ― mais uma vez ― a posse da “ministra porcina” (aquele que foi sem nunca ter sido). A decisão foi feita no âmbito de um processo movido por advogados trabalhistas e respaldada pelo fato de o STF ainda não ter recebido a decisão liminar (provisória) do ministro Humberto Martins, vice-presidente do STJ, que no sábado, 20, cassou decisão da Justiça Federal de Niterói que impedia a posse.

Temer tentava impedir a todo custo que o processo chegasse às mãos de Cármen Lúcia para evitar novo atrito entre presidentes de Poderes, já que ela já havia barrado o indulto presidencial de dezembro, que ampliava os benefícios a presos condenados por crimes como corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O processo de Cristiane Brasil foi sorteado para o ministro Gilmar Mendes, mas, como o STF está em recesso, coube à presidente, que responde pelo plantão da Corte nesse período.
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
publicidade
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernando Atualizou o status
Compartilhado
DulceMarcusLaísViniciusLUPITA e mais 2 compartilharam!
TEMER SOFRE NOVA DERROTA NO CASO DA MINISTRA PORCINA (AQUELE QUE FOI SEM NUNCA TER SIDO).

A nomeação de Cristiane Brasil, filha de Roberto Jefferson, para o ministério do trabalho vem dando trabalho ao Planalto desde o começo do mês. Depois recorrer por duas vezes contra a suspensão da nomeação e da cerimônia de posse e perder em ambas, o governo finalmente conseguiu uma liminar no STJ. Assim, para alívio de Temer, de Cristiane e dos demais mercadores de votos dos quais o presidente passou a depender de maneira umbilical para se manter vivo nesse “presidencialismo de cooptação”, marcou a posse da moçoila para as 9 horas da manhã desta segunda-feira.

A euforia durou pouco: a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, decidiu suspender ― mais uma vez ― a posse da “ministra porcina” (aquele que foi sem nunca ter sido). A decisão foi feita no âmbito de um processo movido por advogados trabalhistas e respaldada pelo fato de o STF ainda não ter recebido a decisão liminar (provisória) do ministro Humberto Martins, vice-presidente do STJ, que no sábado, 20, cassou decisão da Justiça Federal de Niterói que impedia a posse.

Temer tentava impedir a todo custo que o processo chegasse às mãos de Cármen Lúcia para evitar novo atrito entre presidentes de Poderes, já que ela já havia barrado o indulto presidencial de dezembro, que ampliava os benefícios a presos condenados por crimes como corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O processo de Cristiane Brasil foi sorteado para o ministro Gilmar Mendes, mas, como o STF está em recesso, coube à presidente, que responde pelo plantão da Corte nesse período.
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado

Mais atualizações

1 2 3 4 Próxima »
Aplicativos instalados