Fortaleza - CE
Pontos: 332,458
Nível 43.5
Última atividade:
Selos e prêmios
Comentários: 8665
Reputação: 87,190
Insígnia atual conquistada

Imperatriz
Outras insígnias conquistadas
Especialista em navegação de Internet Mestra dos mares Águia 1 - Dominadora do ar Mestra dos caminhos Aquila Real - Mestra do fogo e do ar Maga dos elementos Primeira ministra Príncesa monarca Rainha
Sobre mim
Sou cearense, aposentada, gosto de ler, gosto de debates sobre política.
Recados e mensagens
GRAÇA VIEIRA
GRAÇA publicou na galeria
Compartilhado
Décio compartilhou!
DE ONDE NASCEU O ÓDIO!!!

1) Dilma vetou reajuste de 40% no salário do poder judiciário (irritou os Membros da Justiça).

2) Dilma vetou a reforma trabalhista e a aprovação da lei da terceirização (irritou os Empresários e a Fiesp).

3) Dilma vetou o financiamento privado de campanha eleitoral (irritou os propineiros).

4) Dilma deu liberdade à Policia Federal e não interferiu nas investigações (irritou os corruptos deputados e Senadores).

5) Dilma recusou negociar com Cunha (irritou os 300 deputados que ele sustenta).

6) Dilma não aceitou entregar o petróleo brasileiro para os estrangeiros (irritou os EUA).

7) Dilma não aceitou privatizar o pouco que ainda resta do patrimônio público brasileiro (irritou os donos do poder econômico que têm apoio da direita neoliberal).

8) Dilma não aceitou perdoar a dívida de 2 bilhões dos planos de saúde com o governo (irritou os poderosos do setor de seguro de saúde privada).

9) Dilma não aceitou perdoar a dívida que os clubes de futebol têm com o governo (irritou a CBF).

10) Dilma não aceitou perdoar a dívida milionária que os canais de TV, em especial a Globo, têm com o governo (irritou os barões da mídia, em especial a família Marinho).

Entendeu onde nasceu e onde mora o ódio?..."
GRAÇA publicou na galeria
Compartilhado
GRAÇADécio compartilharam!
O BARRACO RUIU, MORO (II)
(Surgiu o que Moro mais temia, alguém que abrisse o jogo, de fato, entregando o balcão de negócios que é a Lava Jato)

Apareceu uma pedrinha no sapato de Moro, ou colocaram areia na vaselina do moço, e essa pedrinha, ou areia, tem nome: Rodrigo Tecla Duran.
Duran, espanhol, é advogado e prestou serviços na Odebrecht, entre outras empreiteiras, através do seu escritório de advocacia e diversas empresas de sua propriedade, usadas para lavagem de dinheiro do carnaval na Petrobras.
Corta. A mulher de Moro, a advogada Rosângela Wolff Moro, segundo o próprio Moro, em declaração a um tempo atrás, é a dona de um escritório de advocacia, tendo na sua carteira de clientes alguns réus na Lava Jato.
A primeira coisa a estranhar é essa relação espúria, tão íntima que de cama, entre quem vai julgar e quem vai defender. Com que isenção eu julgaria um cliente de minha mulher?
Agora, em mais uma entre muitas contradições, Moro afirma que ela não é a dona, apenas funcionária, e o seu nome consta no contrato social como dona, junto com sócios, só para o pagamento dos honorários.
Quer dizer que para pagar os salários dos professores, na escola, eu tenho que fazê-los todos meus sócios, em cartório, doando uma parte da empresa? Moro mente para acobertar um crime dentro de sua própria casa, o que quer dizer com a sua cumplicidade.
Moro expediu duas ordens de prisão de Tecla Duran, certamente para mantê-lo isolado, falando sozinho, no cárcere, sem mais revelações.
Para isso haveria necessidade de extradição, negada duas vezes, pela justiça espanhola (Duran é colaborador das Justiças norte americana e espanhola, e é muito em cima das suas declarações o assombro e as críticas dos maiores juristas do mundo, escondidas pela nossa mídia fascista e cúmplice no carnaval na Petrobras).
Logo Tecla Duran anunciou que está terminando de escrever um livro, contando os bastidores da corrupção das empreiteiras, e duas das suas antecipações do que está no livro são de estarrecer: os valores apresentados até agora, pelos delatores, são quatro vezes menor que o efetivamente movimentado pelas empreiteiras, de maneira ilícita e... Isso acontece porque ao juiz só é dito o conveniente, mediante acordo prévio entre os advogados dos réus e a equipe de Moro, conhecida por Força Tarefa.
E Duran foi adiante: o advogado sócio de Rosângela Moro, Carlos Zucolloto procurou Duran, com uma proposta de pagamento de propina, alta, a ser paga por Duran, para que Moro trocasse a prisão em regime fechado para prisão domiciliar, com tornozeleira eletrônica.
A jornalista Mônica Bérgamo, do Jornal Folha de São Paulo, denunciou em artigo, apresentando provas factuais e ficou tudo por isso mesmo.
Para provar a lavagem de dinheiro e a evasão de divisas, feitas pelas empresas de Duran, a Receita Federal promoveu auditoria e perícia em toda a documentação contábil de Duran e das suas empresas, através dos auditores Rogério César Ferreira e Paulo Cesar Martinasso (dou os nomes que é para os coxinhas não dizerem que deliro, calunio ou trabalho sobre hipóteses), quando se descobriu que o escritório de Rosângela tinha mais um sócio, o advogado Leonardo Guilherme dos Santos Lima, estranhamente ou coincidentemente com o mesmo sobrenome do Carlos Fernando dos Santos Lima, Procurador da República.
Investigando a documentação do doleiro, os auditores encontraram uma transferência de vultosa soma, da conta de Tecla Duran para a conta da...
Rosângela Moro, mulher do todo honesto justiceiro Sérgio Fernando Moro, o moralizador da República.
Moro justificou afirmando ter sido referente a despesas de cópias xerográficas de um processo, o que considero uma agressão a qualquer ser pensante do planeta, ainda que seja um Tiririca ou Ratinho.
Primeiro: foram as cópias mais caras na história da evolução da humanidade.
Segundo: há que se louvar o empenho da senhora Moro, em tirar as cópias pessoalmente, ao invés de mandar um Office Boy, ou ir a qualquer lojinha de esquina, a um cartório ou requisitar o processo, o que é permitido e previsto em lei, e copiar no próprio escritório.
Terceiro: supondo-se que Moro não mentiu, o dinheiro foi referente às cópias do processo, gostaria que ele me justificasse duas coisas: primeira: não sendo dona do escritório, só empregada, porque Duran não depositou na conta do escritório ou do Zucolloto, patrão da Rosângela Moro, segundo o próprio Moro, para que este repassasse para a sua funcionária?
Segunda: o processo estava com o réu?
É estranho que cópias de documentos, que podem ser feitas em qualquer impressora doméstica tenham gerado uma transferência internacional de dinheiro, da Espanha para o Brasil, e mais estranho que haja uma relação de proximidade entre a mulher de um juiz e um réu que será julgado por ele.
É como se encontrassem uma vultosa transferência da conta do Beira Mar pra minha e eu justificasse como pagamento por eu ter ido ao bar da esquina, para comprar cigarros pra ele.
Quando vi a condução dos processos de Eduardo Cunha e o desfecho, desconfiei, e muito, atribuindo as benesses concedidas pelo juiz como por afinidade ideológica: estar num retiro, ao invés de cadeia fechada, não ter tido a cabeça raspada, não usar uniforme de detento, sair da cadeia para dar entrevista à Globo, circular sem escolta policial visível, para evitar constrangimento... Culminando pela absolvição da mulher dele, sob a alegação de que o dinheiro nas contas suíças, em nome dela, não é dela. Três dias depois de promulgada a sentença, ela entrou com petição, pedindo o repatriamento do dinheiro.
Moro é tucano e não peemedebista, essas mordomias de Cunha têm preço.
Continuarei fuçando, sistematizando as informações e postando.
No próximo artigo falarei das falsificações de documentos, feitas pela equipe de Moro, e da proibição, por Moro, do acesso dos advogados de Lula aos originais da documentação, que agora sabemos adulteradas.
Estou tendo extremo cuidado: não estou ilustrando os meus poemas com fotos sensuais, nos comentários estou sendo cauteloso, para não proferir agressões ou ofensas, estou fugindo das discussões radicais... Para que a administração do Face não faça como das outras vezes: use argumentos pueris para me bloquear.
Qualquer punição a mim, como das vezes anteriores, com bloqueio temporário, será censura ideológica sim, nos mesmos moldes da ditadura militar ou de qualquer outra.
Francisco Costa
Rio, 09/10/2017.
publicidade
GRAÇA publicou na galeria
Compartilhado
Décio compartilhou!
Vivo batendo na tecla de que nada simplesmente surge, mas tudo é PROJETADO né?
Pois veja bem de onde sai e o porquê da tal "onda conservadora":

"Eu quero apresentar um aspecto bem menos moral e mais pragmático da questão da "cura gay". Chama "follow the money".

O @PastorMalafaia tem um escudeiro na Câmara: o deputado Sóstenes Cavalcante. Isso nem é segredo https://t.co/89mvZfKB2h

A coitadinha da psicóloga que entrou com a ação pela "cura gay" não é só psicóloga: é assessora do Deputado Sóstenes https://t.co/2Ng690fFBi

Agora vamos fazer uma breve cronologia:

2011 - Malafaia investe numa rede de clínicas de recuperação https://t.co/4kzzXbwzBO

2012 - Silas Malafaia investe mais ainda em clínicas de recuperação https://t.co/mRgugUCGJy

2013 - Feliciano entra na chefia da CDH da Câmara (Meu Deus do céu, PT...) e por pedido de Malafaia aprova o projeto da cura gay. Sim, foi NO MEIO daquela bagunça das manifestações https://t.co/BE5DcyhFRn

2014 - Pr. Eurico, outro da bancada jihadista evangélica, reapresenta o projeto da cura gay https://t.co/3wmIQC2cj

2015 - com Cunha Presidente da Câmara, Marco Feliciano reapresenta DE NOVO o projeto da cura gay https://t.co/oT8N6YzFo1

Depois de terem o mesmo projeto arquivado 3 vezes, a bancada evangélica decidiu que o jeito seria apelar pro Judiciário. E daí finalmente acharam um juiz que fosse conservador o suficiente pra tomar uma decisão que os agradasse

Bem, mas o que isso tem a ver com as clínicas de recuperação do Malafaia? É relativamente simples:

Vocês lembram no começo do ano quando o Dória queria levar a Cracolândia inteira pra clínicas de recuperação pagando diária pras clínicas? Isso geralmente ocorre com o conveniamento de clínicas para recuperação de dependentes junto à prefeitura ou ao estado. A clínica apresenta documentação, é conveniada e o estado paga mensalmente a quantidade de diárias de internação estabelecidas em contrato.

Pois bem, qual é o pulo do gato? Com a cura gay, pessoas poderão ser levadas pelos pais ou parentes num CRAS ou num CREAS buscando tratamento de reversão sexual. Daí o governo vai ter que credenciar clínicas que façam esses tratamentos afinal é um direito de todos e dever do estado.

Na hora de credenciar essas clínicas, quem estará lá todo feliz credenciando suas clínicas em busca de grana pública pra cura gay?

SILAS MALAFAIA

Não é coincidência que o lobby pela cura gay tenha começado logo após Malafaia montar a sua rede de clínicas de recuperação.

Vocês entenderam que Malafaia é muito mais perigoso que um mero pastor extremista? Ele quer usar a cura gay para captar dinheiro público. Por trás de todo moralismo há um motivo tacanho e hipócrita, não adianta. O do Malafaia é ganhar mais dinheiro.

Jesus: "é impossível servir a Deus e ao dinheiro".

Paulo: "O amor ao dinheiro é a raiz de todos os males".

Esses trechos da Bíblia Malafaia não lê

Enfim, tá aí o esquema exposto."

/ Fonte: Nada Novo no Front /
GRAÇA publicou na galeria
Compartilhado
CidBethGRAÇADécio compartilharam!
Realmente estamos no final dos tempos... A profecia se cumpre! Os falsos profetas se engalfinham pelo vil metal, tudo em nome de Jesus. Glória Senhor!
GRAÇAcomentou em um vídeo
Compartilhado
Décio compartilhou!
Realmente é uma máfia! Realmente sinal dos tempos! São os falsos pastores e os falsos profetas em aço, agindo em nome de Jesus. Blasfêmia!
Santo Deus do céu! O que é isso?
GRAÇAcomentou em um link
Compartilhado
Décio compartilhou!
Olha amigo! Abro mão do meu pedaço. Não participei da feitura do bolo.
Eu inclusive acho que a nós cabe uma fatia maior desse bolo do pagamento.
GRAÇA publicou na galeria
Compartilhado
DécioGRAÇA compartilharam!
Aqui, a reportagem da Record, feita por PHA, está completa. Vale a pena assistir para saber, até onde vai o poderio global.
GRAÇAcomentou em um link
Compartilhado
Décio compartilhou!
Prepara o teu coração, ainda não chegamos ao fundo do poço, tem muito mais sujeira para escorrer a céu aberto. Amigo, a estrutura desse país sempre foi essa, a diferença é que agora nós sabemos. Os poucos direitos que foram conquistados pelo povo, conseguiu-se as custas de muito sofrimento, muitos deram suas vidas por eles. Agora, uma horda de bandidos politiqueiros, nos tiram esses direitos. Quantos ainda morrerão para tê-los de volta? O que lamento mais, é que são exatamente os que mais foram beneficiados pelos governos petistas, plenos de ingratidão, terem se deixado enganar pelas campanhas "anti corrupção", que sempre serviram de cortina de fumaça para retirarem direitos e a liberdade do povo. Infelizmente na hora de PAGAR O PATO, pagamos nós junto com eles.
Creio que o Brasil bateu todos os recordes da política, melhor dizendo, do que não deve ser visto como política. Conseguimos reunir uma coleção de figuras grotescas e ridículas em todos os escalões legislativos, administrativos e judiciários. Estamos diante de um quadro desolador, onde não restam muitas esperanças de mudança. Para onde olhamos vemos corrupção, propinas rolando soltas, subserviência de em todos os níveis, deixando-nos perplexos e atônitos. Quando pensávamos ter visto de tudo no decorrer de uma vida, surge aos olhos o quadro mais aterrador e frustrante.
GRAÇA publicou na galeria
Compartilhado
GRAÇADécio compartilharam!
O BARRACO RUIU, MORO (II)
(Surgiu o que Moro mais temia, alguém que abrisse o jogo, de fato, entregando o balcão de negócios que é a Lava Jato)

Apareceu uma pedrinha no sapato de Moro, ou colocaram areia na vaselina do moço, e essa pedrinha, ou areia, tem nome: Rodrigo Tecla Duran.
Duran, espanhol, é advogado e prestou serviços na Odebrecht, entre outras empreiteiras, através do seu escritório de advocacia e diversas empresas de sua propriedade, usadas para lavagem de dinheiro do carnaval na Petrobras.
Corta. A mulher de Moro, a advogada Rosângela Wolff Moro, segundo o próprio Moro, em declaração a um tempo atrás, é a dona de um escritório de advocacia, tendo na sua carteira de clientes alguns réus na Lava Jato.
A primeira coisa a estranhar é essa relação espúria, tão íntima que de cama, entre quem vai julgar e quem vai defender. Com que isenção eu julgaria um cliente de minha mulher?
Agora, em mais uma entre muitas contradições, Moro afirma que ela não é a dona, apenas funcionária, e o seu nome consta no contrato social como dona, junto com sócios, só para o pagamento dos honorários.
Quer dizer que para pagar os salários dos professores, na escola, eu tenho que fazê-los todos meus sócios, em cartório, doando uma parte da empresa? Moro mente para acobertar um crime dentro de sua própria casa, o que quer dizer com a sua cumplicidade.
Moro expediu duas ordens de prisão de Tecla Duran, certamente para mantê-lo isolado, falando sozinho, no cárcere, sem mais revelações.
Para isso haveria necessidade de extradição, negada duas vezes, pela justiça espanhola (Duran é colaborador das Justiças norte americana e espanhola, e é muito em cima das suas declarações o assombro e as críticas dos maiores juristas do mundo, escondidas pela nossa mídia fascista e cúmplice no carnaval na Petrobras).
Logo Tecla Duran anunciou que está terminando de escrever um livro, contando os bastidores da corrupção das empreiteiras, e duas das suas antecipações do que está no livro são de estarrecer: os valores apresentados até agora, pelos delatores, são quatro vezes menor que o efetivamente movimentado pelas empreiteiras, de maneira ilícita e... Isso acontece porque ao juiz só é dito o conveniente, mediante acordo prévio entre os advogados dos réus e a equipe de Moro, conhecida por Força Tarefa.
E Duran foi adiante: o advogado sócio de Rosângela Moro, Carlos Zucolloto procurou Duran, com uma proposta de pagamento de propina, alta, a ser paga por Duran, para que Moro trocasse a prisão em regime fechado para prisão domiciliar, com tornozeleira eletrônica.
A jornalista Mônica Bérgamo, do Jornal Folha de São Paulo, denunciou em artigo, apresentando provas factuais e ficou tudo por isso mesmo.
Para provar a lavagem de dinheiro e a evasão de divisas, feitas pelas empresas de Duran, a Receita Federal promoveu auditoria e perícia em toda a documentação contábil de Duran e das suas empresas, através dos auditores Rogério César Ferreira e Paulo Cesar Martinasso (dou os nomes que é para os coxinhas não dizerem que deliro, calunio ou trabalho sobre hipóteses), quando se descobriu que o escritório de Rosângela tinha mais um sócio, o advogado Leonardo Guilherme dos Santos Lima, estranhamente ou coincidentemente com o mesmo sobrenome do Carlos Fernando dos Santos Lima, Procurador da República.
Investigando a documentação do doleiro, os auditores encontraram uma transferência de vultosa soma, da conta de Tecla Duran para a conta da...
Rosângela Moro, mulher do todo honesto justiceiro Sérgio Fernando Moro, o moralizador da República.
Moro justificou afirmando ter sido referente a despesas de cópias xerográficas de um processo, o que considero uma agressão a qualquer ser pensante do planeta, ainda que seja um Tiririca ou Ratinho.
Primeiro: foram as cópias mais caras na história da evolução da humanidade.
Segundo: há que se louvar o empenho da senhora Moro, em tirar as cópias pessoalmente, ao invés de mandar um Office Boy, ou ir a qualquer lojinha de esquina, a um cartório ou requisitar o processo, o que é permitido e previsto em lei, e copiar no próprio escritório.
Terceiro: supondo-se que Moro não mentiu, o dinheiro foi referente às cópias do processo, gostaria que ele me justificasse duas coisas: primeira: não sendo dona do escritório, só empregada, porque Duran não depositou na conta do escritório ou do Zucolloto, patrão da Rosângela Moro, segundo o próprio Moro, para que este repassasse para a sua funcionária?
Segunda: o processo estava com o réu?
É estranho que cópias de documentos, que podem ser feitas em qualquer impressora doméstica tenham gerado uma transferência internacional de dinheiro, da Espanha para o Brasil, e mais estranho que haja uma relação de proximidade entre a mulher de um juiz e um réu que será julgado por ele.
É como se encontrassem uma vultosa transferência da conta do Beira Mar pra minha e eu justificasse como pagamento por eu ter ido ao bar da esquina, para comprar cigarros pra ele.
Quando vi a condução dos processos de Eduardo Cunha e o desfecho, desconfiei, e muito, atribuindo as benesses concedidas pelo juiz como por afinidade ideológica: estar num retiro, ao invés de cadeia fechada, não ter tido a cabeça raspada, não usar uniforme de detento, sair da cadeia para dar entrevista à Globo, circular sem escolta policial visível, para evitar constrangimento... Culminando pela absolvição da mulher dele, sob a alegação de que o dinheiro nas contas suíças, em nome dela, não é dela. Três dias depois de promulgada a sentença, ela entrou com petição, pedindo o repatriamento do dinheiro.
Moro é tucano e não peemedebista, essas mordomias de Cunha têm preço.
Continuarei fuçando, sistematizando as informações e postando.
No próximo artigo falarei das falsificações de documentos, feitas pela equipe de Moro, e da proibição, por Moro, do acesso dos advogados de Lula aos originais da documentação, que agora sabemos adulteradas.
Estou tendo extremo cuidado: não estou ilustrando os meus poemas com fotos sensuais, nos comentários estou sendo cauteloso, para não proferir agressões ou ofensas, estou fugindo das discussões radicais... Para que a administração do Face não faça como das outras vezes: use argumentos pueris para me bloquear.
Qualquer punição a mim, como das vezes anteriores, com bloqueio temporário, será censura ideológica sim, nos mesmos moldes da ditadura militar ou de qualquer outra.
Francisco Costa
Rio, 09/10/2017.
publicidade
GRAÇAcomentou em um link
Compartilhado
Décio compartilhou!
Ah! Isso é verdade! Todos pagarão! Justos e pecadores.
Eu não digo que tenhamos ajudado a fazer, mas somos convidados compulsoriamente a partilhar uma porção maior.
GRAÇA publicou na galeria
Compartilhado
CidBethGRAÇADécio compartilharam!
Realmente estamos no final dos tempos... A profecia se cumpre! Os falsos profetas se engalfinham pelo vil metal, tudo em nome de Jesus. Glória Senhor!
GRAÇA publicou na galeria
Compartilhado
DécioGRAÇA compartilharam!
Aqui, a reportagem da Record, feita por PHA, está completa. Vale a pena assistir para saber, até onde vai o poderio global.
GRAÇAcomentou em um link
Compartilhado
Décio compartilhou!
Acho engraçado que esses pulhas que ENTERRARAM a DEMOCRACIA nesse país, se arvorem a falarem em ESTADO DE DIREITO. Todos corruptos e todos GOLPISTAS. Tanto o que praticou o racismo, como o que se defende. Briga de facção, só!
GRAÇAcomentou em um link
Compartilhado
Décio compartilhou!
kkkkkkkkkk Só faltou dar os nomes... Amei, amiga!
Olá Decio! o autor sou eu mesma de mala e cuia! kkkkkkkkkk
O personagem é.... é.... deixa pra lá
GRAÇA publicou na galeria
Compartilhado
Décio compartilhou!
Na verdade, a única forma de revertermos o desmonte do Estado e dos direitos do povo, é a anulação do impeachment. Essa deve ser a nossa luta. Dilma voltando, pode convocar eleições gerais. Só ela pode!
GRAÇAcomentou em um link
Compartilhado
Décio compartilhou!
kkkkkkkkkkkkkkk Adorei amiga! Quem são os inspiradores dos versos? Será que conheço? kkkkkkkkkkkkkk

Mais atualizações

1 2 3 4 Próxima »
Aplicativos instalados