Pontos: 22,870
Nível Não atingiu um nível ainda!
Última atividade:
Comentários: 16
Sobre mim
Recados e mensagens
Marcelo P. Neto
Lucio publicou na galeria
Compartilhado
LUPITAMarceloFernandoLucio compartilharam!
Os países em vermelho concentram, juntos, 95% das ações trabalhistas do mundo
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
publicidade
Fernando Atualizou o status
Compartilhado
MariaLUPITAMarceloViniciusLaís e mais 2 compartilharam!
A “greve geral” desta sexta-feira é a prova provada de que essa gente luta contra o trabalho e o faz num país com mais de 13 milhões de desempregados. Uma paralisação marcada para coincidir com a véspera de um feriado prolongado, encompridando-o um pouco mais, traduz bem o espírito dos organizadores desse movimento.

A desfaçatez dessa turma é realmente um escândalo! Jogam contra o Brasil o tempo todo, pisam nos trabalhadores, apesar de pertencerem ao Partido dos Trabalhadores. Só no nome mesmo! Na prática, condenam o trabalhador à miséria, ao desemprego, ao tormento. E reparem: mesmo aqueles que, apesar de tudo, estão dispostos a trabalhar, são impedidos por essa gente! Eis a mensagem de Guilherme Boulos, do MTST: “DÓRIA DISSE QUE TERÁ UBER PARA QUEM QUISER FURAR GREVE. SINTO DIZER QUE NÃO VAI ADIANTAR. O MTST VAI BLOQUEAR AVENIDAS E VIAS EM SÃO PAULO E EM TODO O PAIS. NEM O UBER VAI PASSAR...

Se não quer trabalhar, tudo bem, pode ser tolice, mas é seu direito. Ocorre que impedir os outros é crime! O trabalhador comum não vive de imposto sindical, se ele não trabalhar, não recebe. Vão prejudicar milhões de famílias em nome de um projeto de poder. Mas até parece que esse pessoal liga! São insensíveis mesmo, usam os trabalhadores e os pobres como peões em seu tabuleiro de xadrez em busca do poder, mais nada.

Já ficou bem claro que essa “greve geral” é coisa de “malandro”. E o problema do Brasil é justamente esse: tem “malandro” demais para “otário” de menos. Há os oportunistas de plantão, organizando a baderna de olho em seus interesses políticos. E há a massa de manobra, que se vende por mortadela ou se acha malandra porque vai ganhar um dia extra de feriado. Enquanto isso, o país afunda no desemprego…

Com Rodrigo Constantino.
Fernando publicou na galeria
Compartilhado
MarceloViniciusDulceLaísFernando e mais 1 compartilhou!
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
MariaLaísViniciusLUPITAMarcelo e mais 2 compartilharam!
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
LucioDécioMarceloR.Dulce e mais 4 compartilharam!
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernando publicou na galeria
Compartilhado
MarcusViniciusSabendOOnlineMarceloFernando e mais 1 compartilhou!
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
publicidade
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandocompartilhou uma foto
Compartilhado
MarceloViniciusDulceLaís compartilharam!
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernando Atualizou o status
Compartilhado
MarceloFernando compartilharam!
João Doria afirmou que cortará o ponto de todos os servidores públicos que aderirem à paralisação nacional marcada para esta sexta-feira, 28. “Quem não trabalhar terá um dia a menos de salário”, disse. A decisão deve se estender a toda a gestão municipal, inclusive professores de escolas municipais e servidores de órgãos públicos.

O prefeito disse considerar a paralisação “legítima”, mas discorda das reivindicações dos manifestantes, que são contrários às reformas trabalhista e da Previdência, propostas pelo governo federal, que são indispensáveis para gerar empregos e reverter a crise gerada e parida pelos 13 anos, 4 meses de 12 dias de lamentáveis gestões petistas.

A greve geral o é organizada pela CUT e pelas frentes de esquerda Brasil Popular e Povo Sem Medo, que têm participação de diversos movimentos sociais.

PRECISA DIZER MAIS ALGUMA COISA?
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
DulceMarceloLucioLaísVinicius e mais 3 compartilharam!
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
LucioDécioMarceloR.Dulce e mais 4 compartilharam!
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
MarcusViniciusMarceloR.Laís e mais 4 compartilharam!
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado
Fernandopublicou no caderno da comunidade
Compartilhado

Mais atualizações

1 2 3 4 Próxima »
Aplicativos instalados